segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

O Encanto das Energias

      O Encanto das Energias
    A força astral vibra de acordo com o que emitimos para ela, quando temos dificuldade de manter padrões de idéias, ou mesmo por causa de influências externas mudarmos o tempo todo, a força vibrará na mesma intensidade, ou seja codificará a sensação de estar perdido que você emite.

      É possível mandar vários telegramas por um único fio, a mesma vibração acontece conosco, então por isso é que temos que codificar para que consigamos manter um padrão benéfico de energia astral que imediatamente virá interferir em nossa vida. Ainda que sejam, umas das coisas mais difíceis de serem percebidas, que são a existência destas forças.


      E, no entanto; sabemos que este campo áurico é tão real quando a nossa existência física. Muitas pessoas com o olhar mais treinado podem verificar até a cor de nossa aura, esta energia que acompanha o mesmo contorno de nosso corpo, é capaz de ser expandida ou contraída, de acordo com as nossas ações. O que interfere diretamente em nossa vida física e mental. Quando alimentamos nossa auto-estima, esta aura fica mais densa e brilhante, tendo capacidade de se assemelhar ao ambiente em que vive.

     O planeta esta saturada de forças astrais de todos os tipos. Iremos procurar então bons ambientes, que faça com que nos sintamos realmente bem e em equilíbrio entre corpo, mente e astral. Quando somos convidados para irmos até lugares sabidamente saturados de energias negativas, e não estamos com vontade de ir, com muita delicadeza e educação daremos uma negativa bem incisiva. Se fizermos ao contrário e formos só para agradar, sabendo que aquele lugar nos fará sentir mal, isto é baixa estima, você estará agradando outra pessoa e não, ponderando o que é realmente o melhor para você.

      Esta força astral sofre variações como já foi dito e devido a somatização dos problemas nos três campos e devido ao enfraquecimento de nossas forças astrais podemos ficar mesmo doentes fisicamente. Os distúrbios emocionais, sentimentos de raiva, frustração, ódios, rancores, pessimismo, mental confuso trás enfraquecimento físico comprovado. O mais conhecido é o câncer, que os médicos chamam hoje de doença dos sentimentos. Temos outras que são conhecidas nas áreas místicas e alternativas. Que você vai conhecer e prevenir, porque a partir do momento que você conhece estas forças astrais negativas, não tem porque entrar em contato com elas. É natural que tenhamos medo em algumas situações, e em virtude disto nossa timidez aflore, portanto isto deve ser exceção e não regra.

       Não podemos viver com medo, viver com timidez e perder as oportunidades que a vida nos dá. E nem deixar que por falta de coragem, mesmo percebendo as oportunidades, deixa-las escapar. Lembre-se que sempre que conseguimos transpor os obstáculos, a sensação de leveza e força, serão agradáveis e tem que ser perpetuadas ao lembrar-nos da nossa vitória.

       Esta sensação de vitória de conseguir ultrapassar os obstáculos deve ser cultivada e guardada com muita atenção, como uma reserva de força que você tem. E ao surgir algo que lhe amedronte ou lhe deixe tímido, recorra a esta reserva estratégica, que além de lhe ser muito útil, lhe fará ver, que nada de pior poderá lhe acontecer, o pior que pode acontecer é você deixar de realizar alguma coisa que deseja por medo ou timidez, vamos lá, a chave do cofre esta em suas mãos, agora é só abrir e ser feliz!

Presentes Astrais
      Todos nós gostaríamos de saber nos utilizar dos elementos oferecidos pela natureza, em nosso mundo mágico, e principalmente quando se trata de predições. A maioria de nós, amantes do porvir, desde cedo em nossa existência, tomamos contato com os quatro elementos, embora nem sempre estejamos muito antenados para pensar seriamente neles.

      O Povo Cigano, por ter em sua origem, a tradição do nomadismo, aprendeu nas estradas que passou, muito do que lhes servia para sua própria sobrevivência. Os Ciganos aprendem com seus antepassados desde cedo, a interagir com estas forças que estão presentes num estagio bem maior que o etéreo, que o físico mesmo. Poucas vezes pensamos na quantidade de ar que “guardamos” em nossos pulmões, em nosso corpo e que sem ele não é possível viver. Poucas vezes pensamos no “tanto” de água que compõe o nosso corpo, e de como precisamos dela para viver. Poucas vezes pensamos em quando utilizamos a expressão “chão”, dizendo “nosso chão”, “fiquei sem chão”, “me faltou a chão”, simbolizando de forma muito forte o quanto precisamos da terra, mais precisamente, da força da terra para viver.
   
      Poucas vezes pensamos em quando estamos apaixonados, seja por uma musica, um trabalho, um projeto ou uma pessoa, poucas vezes pensamos no fogo que nos aquece o coração, de como precisamos da força do fogo para viver.

     Ao pensar nestas situações, (re) descobrimos, que mesmo o homem se sentindo um conquistador, um senhor de sua vida, sabe que estas forças poderosas estão acima de nós. Mas que podem interagir conosco, por este motivo os ciganos em seus misteriosos rituais de predição, tem ações tão sólidas e estranhas, que interagem com os elementos ampliando os poderes na comunhão com as forças astrais para poder auxiliar os seus semelhantes. O que passo para o papel agora são ensinamentos fortes e complexos, descrevo este segredo de minha cultura, visando que não fique restrito a poucas mãos.

     Para que o homem nesta época de transformação do Cosmos, seja inteligente utilizando, mas acima de tudo preservando a natureza que Deus criou, e que detém uma magia poderosa. A energia oriunda dos elementos é tão forte que já deixou varias marcas na historia da humanidade com suas revoltas naturais.

      Por este motivo, o Povo Cigano sempre se valeu destes elementos como amigos, utilizando a Sabedoria dos Ventos, a Paciência dos Riachos, a Fortaleza dos Campos e a Luz das Fogueiras para viver, predizer, orientar, acalmar e se harmonizar, sem medir forças com o mundo, mas sim “Viver Bem”, dentro dele.

Presentes
Sulamita - cesta tradicional de frutas, Ouro e Cristais.
Carmem - Artigos espanhóis como castanholas, xales, véus e leques são bem aceitos. Cristais de quartzo rosa, essência de maçã, ou balaio de maçãs.
Madalena - Artigos indianos e árabes são de seu gosto, véus de seda, canela, banana, amendoim, pimenta, rum e anis.
Esmeralda - Artigos portugueses e espanhóis são amados profundamente, assim como grãos, trigo, frutas, tachos de cobre, taboas de carne e colheres de pau.
Juan - Artigos espanhóis são de seu gosto, assim como peixes inteiros, manjares e mingaus coloridos. Água de chuva e ouro.
Artêmio - Baralhos novos e diversos. Cristais como granada e ametista são bem aceitos.
Wladimir - A fruta melão, e o açúcar em cubo, punhais com pedra e jóias de ouro, além de fumo para abastecer o diklé.
Manolo - Comidas árabes e ciganas.
Sandro - Cristais e símbolos.
Natasha - Licor de rosas e de hortelã. Corujas e gatos de cristal.
Yasmim - Bebidas de coco, assim como água de coco e água comum, peixes de cristal e os pães.
Ramiro - Bebidas de caña, assim como cachaça amarela com mel, grãos, vidros, guizos e ouro.

2 comentários:

Ana Cristina disse...

E Pablo?

Sofia Clara Esmeralda disse...

Gostei da lista, tem até no seu livro dos ciganas mestres do astral.

magiadosciganosdooriente.blogspot.com.br