domingo, 13 de fevereiro de 2011

Pré Conceito!

É assim, quando se ve, esta ali, ao nosso ladinho, as ideias pré concebidas, sobre nossa gente, sobre nosso povo.  Quando se ve no noticiario, alardes sobre brigas de ciganos, faço questao de falar, sobre o dia a dia  dos ciganos.
Mesmo nós sedentarizados, estamos sempre sendo observados, e dizer que estas ocasioes nao acontecem, nao é verdade. O evento em Barra do Piraí, foi falado e muito pela imprensa, porém existem acontecimentos envolvendo nossa raça, que nao vao para a mídia, mas que nos afetam igualmente.
Posso dizer por mim, que kallin que sou, ando nas ruas do Rio de Janeiro, por todos os meios de transporte que existem, ja que trabalho em diversos bairros, e tambem porque ando fidedigna a indumentaria do meu povo, sempre tradicionalmente pelas roupas que sustento a minha ramasordé ke Buino! Sou Kallin, aqui, no gaó, nas minhas palestras, na minha honesta ramasordé, sou Kallin, na Praça da Sé, nas Mangabeiras, na Carioca, no Leme, no Castelão dos Mouros, em Sintra e onde for.......Duas semanas atrás, estive numa Loja de Sucos no Largo da Abolição, no Rio de Janeiro, em plena Av. Dom Helder Camara, quando o que deduzo que seja seu proprietario, disse a uma funcionaria olhando para mim: - Veja o que "esta gente" quer e despacha! Bem logo conclui, que com toda minha vivencia de 23 anos debaixo de uma lona, aproveitei todas as oportunidades que a vida me deu, e por isso percebi, o tom pejorativo, que foi dito em relação a mim, pela minha indumentaria e pela ideia pre concebida do que se tem em Portugal, ja que esta senhor era notoriamente um lusitano.
Respondi: Se o senhor nao apanhar o dinheiro de minha mão, eu nao vou pagar. Porque la em Portugal, voces lusitanos colocam placas "que nao entrem ciganos e nem caes", aqui é diferente! Eu sou cigana, mas nao sou analfabeta, sou Brasileira, Carioca, cidadã, pagadora de impostos. Estou na minha cidade, e o senhor é que esta na minha casa, eu nao vou lhe processar, pois nao tenho tempo para isso. Sou cigana sim com muito orgulho, pois apesar disso, nao tenho preconceitos  contra portugueses. Aprenda com o povo cigano a ser pisado, mas manter a alegria do coração.
Assim se ve que quando se mantem o preconceito, perde-se otimas oportunidades de conhecer pessoas, de fazer com que a roda da vida ande, o preconceito, impede alegrias e nos engessa.
Foi assim minha romhá, meu trabalho só é feito numa ramasordé tao expoente, porque nao fico retida aos que nao nos apreciam, retenho sim, o povo que é cigano de alma, que consegue ver a beleza, de uma gente que vem dos tempos dos nomades de Moisés, mas que se abre para o novo e o desconhecido, justamente por isso, nao se engessa, nao impede, e apesar de todas as dificldades e preconceitos, nao perde o melhor da VIDA!

4 comentários:

Luciana Rennó disse...

Maravilhoso, um exemplo de força e dignidade.abs

tininhadundun disse...

e de mulheres como sra. ramona torres q me orgulho a cada dia conheçer essa cultura cigana q leva paz sabedoria aos outros povos nao sou uma cigana de sangue mais uma mulher..de alma cigana

Sonia Boechat Salema disse...

Bibi, vejo porque dói tanto…
Olham para fora e não são capazes de ver absolutamente nada mais que seu próprio medo.
Cada dia mais me convenço que preconceito é a arma da ignorância e da covardia, que teme aquilo que não compreende, pois tem um mundo do tamanho da cabeça do alfinete!
É assim, vai sempre ter gente que tem medo!
Medo de negros, de pessoas portadoras de uma síndrome qualquer, de doenças (Aids, então!) de gays, de ciganos, de macumbeiros...
Me deixo sempre agradecer a Deus, por ser da Umbanda, porque aprendi a ficar com meus pés no chão, e agora por ser cigana, pois pertenço ao mundo todo.
Gostam de aparentar que tem uma vida perfeita, mas esquecem que Deus vê através do pensamento, da cor da pele, da roupa que usamos e do tamanho da nossa conta bancaria.
É esse medo obscuro que alimenta a violência que tais pessoas tem dentro de si. Por isso matam, para se “defender” e ofendem, por se sentirem “superiores”.
Somos ricas! Já viu isso?!
Ricas de pensamento, de coração, de ideais,de trabalho honesto, de solidariedade, de pão para dividir e de fé devoção, que temos para distribuir ao mundo.
Graças à Deus não nos falta a sensibilidade para apreciar a beleza que Deus criou e um coração aberto e franco para ser doador de boas novas.
Vamos seguindo!
Como dizia aquele cara, o Ibrahim Sued: Os cães ladram, e a caravana passa!
Será de onde ele tirou essa provérbio heim?!
Bjus Bibi, esse cara que agiu assim, não serve nem para pisar por onde sua sombra passou!
Bjus!

Iasmin disse...

Adorei este blog, já sou seguidora! Costumava ver ciganos na minha cidade quando morava no Brasil, vocês são um povo lindo.