quinta-feira, 4 de abril de 2013

O PODER ASTRAL E A LIDERANÇA ESPIRITUAL



      
Um dos maiores problemas do mundo espiritual é a dificuldade que as pessoas têm de sonhar. Talvez seja este o maior drama vivido pelos médiuns de variadas vertentes do astral, quando olham para a vida, e, por não terem uma base solida, agarram-se ao passado e começam a encarar a vida além do corpo físico de forma pessimista, que é melhor não sonhar, para mais tarde não sofrer decepções.

Outro grave problema, é quando não realizam atos com funções magnânimas para a humanidade. Têm sonhos, mas não se propõem em transformá-los em realidade. Uma das soluções está em recuperar a capacidade de fluir espiritualmente e também realizar tudo aquilo que a sua alma pede.

Mais do que qualquer outra sensação, é essencial que cada pessoa sinta que sua vida vale a pena. Se você tem olhado sua existência como um fardo pesado de carregar, chegou a hora de ter fé na vida, em você, e principalmente na sua capacidade de realização.
    Vivemos um momento difícil, em que a visão das organizações espirituais é incorporar, comprar, encampar ou associar. É muito mais fácil que começar do zero. A velocidade de tudo no mundo, das transformações políticas, econômicas, sociais e culturais nos conduzem a um túnel desconhecido e escuro, onde valores, metas e diretrizes astrais tornam-se cada vez mais comprometidas com o ego, negando por vezes o fluir, e sim deixando-se influenciar, sem ouvir a voz do coração. As pessoas começam a perder a esperança em si mesmas, no trabalho espiritual, no futuro de suas vidas e do próprio planeta.

    No mundo do consumismo espiritual, este descompasso crescente revela-se ainda mais. As casas de atividade religiosa são como uma espécie de termômetro da sociedade, indicando que algo está errado.

       Estes e muitos outros episódios negativos são sintomas de que existe uma sociedade espiritual que esta doente. Na verdade, apesar de todos os avanços, a filosofia astral adotada pela maioria não mais funciona no mundo além matéria. A solução vai muito além de uma coordenação que cuide dos recursos humanos, precisamos de voltar a sentir, atender aos chamamentos dos espíritos, deixar fluir, deixar-se inspirar pelos mentores astrais, muito mais do preocupar-se com o luxo, ou melhor dizendo lixo dos humanos.

       Existe, uma necessidade urgente de re-inspirar os espíritos humanos. Quando falo em espírito, não me refiro somente a fundamentos religiosos nem a qualquer vertente em especial. Refiro-me à alma humana, a chama intensa que nos move diariamente, nos menores gestos, nas grandes ações, uma força que acorda e se deita conosco e, mesmo quando o corpo humano dorme definitivamente, ela não se dissipa, mantém-se acesa de uma forma diferente, em outro lugar.

       Você deve estar se perguntando: - mas como manter nossa capacidade de sonhar e realizar, alimentos essenciais ao espírito, em um mundo que a todo instante nos distancia do astral, prejudicando nossa integridade? A resposta é simples: assumindo o comprometimento espiritual.

O Norte espiritual é incentivador de posturas mediúnicas, e cuidador de sua família astral, na medida do possível. Desta forma, uma fonte de energia é gerada e permeia, pois cria um elo mental que permite deixar de ser somente um local de culto, em meio a milhares, mas que consegue fazer a conexão com as energias fundadoras do universo.

       O caráter de uma família, está intrinsecamente ligado ao de seu Norte. O verdadeiro líder espiritual é aquele que conhece e vive segundo os seus valores, haja o que houver, e faz isso abertamente para que os outros se inspirem. Mesmo que você não seja intimo, possa levar idéias e valores que venham engrandecer e auxiliar o Norte.

       O líder espiritual, que é o Norte, também pode ser chamado de realizador, pois consegue, por meio de suas realizações, liberar o melhor que há nas pessoas e devolver a autoconfiança aos seus companheiros e irmãos.

       Os líderes espirituais conseguem ver e observar, tudo como um organismo vivo, uno, no qual cada pessoa, cada alma, exerce um papel vital. Por isso, o poder espiritual assume a responsabilidade pela criação de um sentimento de união e igualdade. Ao mesmo tempo, valoriza cada indivíduo pois sabe que, quanto mais se aproximar das pessoas e conseguir tocá-las, mais elas se sentirão importantes e motivadas. Assim não perde a oportunidade de reconhecer novos líderes abrindo espaço para que eles brilhem, e transmitam seus valores para a comunidade astral.

       Muitos vem ate o Norte buscando ensinamentos para criar sua próprias casas, mas o líder se mantém firme em sua integridade inabalável perante às investidas, como uma rocha em meio às água revoltas do oceano. E somente abre sua guarda, quando vê sinceridade e amor aos espíritos na pessoa pleiteante. As duas principais características e virtudes da pessoa, realmente comprometida com o desenvolvimento das potencialidades mediúnicas são atuar Sonhando e Realizando. Ate porque criticar é fácil, dar a cara para bater e fazer é bem mais difícil.

A liderança, o ser o Norte, trás a posição de solidão, pois tem sempre que optar pelo melhor para o grupo e não para ele. Isso trás a certeza que apesar de enfrentar a solidão, não esta só, esta cumprindo a palavra dos espíritos. Quando se esta a frente de um grupo, grande ou pequeno, devemos ser visionários e preparados para desagradar se assim for necessário. Ser Norte é ser bussola, é ter o talento de conduzir, de gerar resultados.

Liderança é conduzir um grupo de pessoas, transformando-o num grupo que gera resultados. É a habilidade de motivar e influenciar os liderados, de forma ética e positiva, para que contribuam voluntariamente e com entusiasmo para alcançarem os objetivos do grupo, e do propósito.

A Palavra Espiritual é bastante distinta de religiosa. Espiritual reconhece que há algo de sagrado em relação à própria vida. Reconhece que, qualquer que seja sua fonte, este elemento sagrado está em nós mesmos e em cada ser vivo. E deste sagrado brotam valores essenciais para viver bem. Esse precioso legado faz com que os médiuns sejam estimulados a buscar, a explorar horizontes. Há sempre uma certa ousadia, uma disposição de abrir novos horizontes, de abrir mão do antigo, de aguçar, de forma construtiva, e o contraste entre as escolhas, com que o grupo se depara. Há também fidelidade, tanto à visão própria, quanto ao grupo. Isso implica diretamente na consciência espiritual que molda o quadro de referência interno do líder. Que influencia a todos.

O Norte espiritual é direcionado por princípios. O líder está disposto a pagar um alto preço, por agir com base em princípios, quando isto se choca contra benefícios de outrem e de si mesmo. Sua estrutura de valores claramente coloca, fazer a coisa certa, acima de fatores pessoais.

O norte, o líder tem que se apoiar profundamente em orientações espirituais para ter a coragem de enfrentar a pressão, sofrida para que desafiem seus princípios. Obtêm força de suas ligações espirituais, para prosseguirem mesmo com as condições adversas.

Líderes espirituais agem com decência. Estabelecem um padrão de como as pessoas serão tratadas. Isto não significa ser mole, ignorar a linha de resultados ou aceitar um desempenho ruim. Significa obter o desempenho mágico e astral de um grupo através da inspiração, de não ter medo e, ao tomar decisões que tenham efeitos adversos sobre outros, implementá-las com respeito e carinho.

Quer o Norte espiritual, esteja onde estiver, trazem a força para evocar o poder que seus irmãos tem dentro de si. Reconhecemos os líderes espirituais não através de invocações, grupos de estudo ou festividades, e sim pelos seus atos. Reconhecemo-los pelo seu tratamento corajoso e respeitoso do espírito encarnado na forma do tratamento com as pessoas em geral.

2 comentários:

Adiléa Bruno disse...

O texto me fez refletir sobre espiritualidade, seus caminhos, missão e os propósitos. Esse texto veio de encontro ao que venho observando em relação a missão espiritual e a explosão de "Terreiros Ltda-Me". Verdadeiras empresas de cunho espiritual com fins lucrativos, focando mais os fins lucrativos do que os fins espirituais, onde as pessoas agem quase que de forma mecânica, seguindo um único padrão, onde vemos incorporações em série, com a mesma dinâmica. Onde apenas se segue um modelo, com pouco ou nenhum aprendizado, esclarecimento ou fundamento espiritual....Em muitas ocasiões com uma total alienação espiritual, com o simples propósito de sanar as insatisfações e desejos humanos. Por isso esse texto me chamou atenção, pois me trouxe um grande ensinamento, uma grande lição. A bússola nos aponta os caminhos e seguimos aquele que nos magnetiza, aquele que nos atrai. Por isso precisamos encontrar nosso verdadeiro caminho, precisamos encontrar o nosso norte espiritual, aquele que nos orientará e será o condutor de nossos caminhos espirituais. Mais uma vez, me deste um grande ensinamento.
Obrigado Mestra, que seus caminhos, suas palavras e seus escritos, sejam sempre abençoados.

Blanca Paes (Jawa Khan Syon) disse...

Adorei esta matéria Ramona Torres...Muito boa e esclarecedora.
grata!
Namastê