quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Tsara Kalon

Esta questão da Magia deve ser levada muito a sério, lembrando que o aconselhamento, sendo feito pelo espírito cigano ou pelo cigano encarnado tem uma grande responsabilidade e peso na vida do consulente. A grande responsabilidade é: De orientar, acalmar, esclarecer e ajudar, além de sempre ter obrigação de fazer de seu trabalho astral um confessionário. Fazendo isto sempre, principalmente quando for assunto de Jogo.
Ao estar fazendo a magia, explique tudo para o consulente e faça com que este colabore com ela. Seja sempre solicito, amoroso e de o que você quer receber de bom coração, para que haja uma troca de energia entre você e o universo. Ao fazer uma magia, para você ou para outrem, haja o que houver acredite, Deus esta conosco nos guiando pelos melhores caminhos, e mesmo que o nosso livre-arbítrio nos leve a caminhos que nos faça sofrer, Dieula esta conosco, e tudo somente acontece com a permissão dele, nada por mais que seja do nosso querer, se não houver permissão nada acontece.
A mediunidade pode também se manifestar em qualquer idade, como também poderá deixar de acontecer. O poder mediúnico é considerado normal por alguns povos, como o Povo Cigano. E este poder astral por vezes se apresenta na mais tenra idade. Quando a aura magnética entra em comunhão com o nosso corpo etérico, começa o desenvolvimento de comunicação mediúnica. Seja qual for a forma de mediunidade, o médium expressará o que o espírito trás de mensagem. Sem avaliar o cunho do que lhe foi dado conhecer.
Por este motivo para se trabalhar nos trabalhos espirituais é preciso que se respeitem algumas regras: Nunca trabalhar no desenvolvimento do poder mediúnico/astral por dinheiro e jamais por vaidade, os que se descobrem médiuns que incorporem Espiritos Ciganos ou não, devem estudar todas as formas de mediunização, magia e ciência, escolha o caminho que mais se identifica com você, o que seu coração lhe indicar, se familiarizar com as forças astrais, conhecer os inúmeros tipos de trabalhos astrais /mediúnicos, saber que todos possuem esta faculdade e estão aptos a esta atividade em diferentes graus. (Porque não detemos nenhum tipo de poder especial, este poder pertence ao universo), a crença, a fé e o respeito são fatores preponderantes para quem deseja explorar o poder mediúnico, sem eles não há condições que propiciem a ação, concentração absoluta para estar em contato com as forças astrais, por treinamento se consegue; com o tempo é automático, estando em processo de desenvolvimento, comece a trabalhar com sua mediunidade.
Não tenha pressa, seja passivo e receptivo, se você trabalha com algum tipo de oráculo, tenha em mente que seu instrumento (oráculo) não tem nenhum poder mágico. Através de sua força astral em casamento com as forças do universo, é o que faz produzir o efeito da mediunidade, ainda no caso de oráculo, guarde-o com carinho para que outras energias não entrem nele, acenda uma vela prateada na lua crescente para o seu anjo de guarda, e peça a ele de todo coração que permita que seja aberto o seu canal para trabalhos mediúnicos, exercendo trabalhos em linhas específicas (no caso a linha Români), tenha muito amor para com as Entidades (todas) que lhe oferecem proteção, tenha respeito e amor a Deus acima de todas as coisas, e seja feliz com o despertar de seu poder mediúnico.
“Tenha sabedoria para compreender os que chegarem até você. Sinta esta energia Divina por meio do amor. Trilhe sempre o caminho do estudo sem cansaço ou presunção. Tenha no coração o caminho da fé amando o próximo como a ti mesmo”.
Muitos nascem com esta aptidão natural, outros descobrem que podem “despertar” estas forças através de treinamento específico, e na verdade ambos estão corretos. Treinamento e lapidação do que já existe, nasce de processos iniciáticos complexos e de longa duração. A força astral vibra de acordo com o que emitimos para ela, quando temos dificuldade de manter padrões de idéias, ou mesmo por causa de influências externas mudarmos o tempo todo, a força vibrará na mesma intensidade, ou seja codificará a sensação de estar perdido que você emite.
É possível mandar vários telegramas por um único fio, a mesma vibração acontece conosco, então por isso é que temos que codificar para que consigamos manter um padrão benéfico de energia astral que imediatamente virá interferir em nossa vida. Ainda que sejam, umas das coisas mais difíceis de serem percebidas, que são a existência destas forças. E, no entanto; sabemos que este campo áurico é tão real quando a nossa existência física. Muitas pessoas com o olhar mais treinado podem verificar até a cor de nossa aura, esta energia que acompanha o mesmo contorno de nosso corpo, é capaz de ser expandida ou contraída, de acordo com as nossas ações. O que interfere diretamente em nossa vida física e mental. Quando alimentamos nossa auto-estima, esta aura fica mais densa e brilhante, tendo capacidade de se assemelhar ao ambiente em que vive.
O planeta esta saturada de forças astrais de todos os tipos. Iremos procurar então bons ambientes, que faça com que nos sintamos realmente bem e em equilíbrio entre corpo, mente e astral. Quando somos convidados para irmos até lugares sabidamente saturados de energias negativas, e não estamos com vontade de ir, com muita delicadeza e educação daremos uma negativa bem incisiva. Se fizermos ao contrário e formos só para agradar, sabendo que aquele lugar nos fará sentir mal, isto é baixa estima, você estará agradando outra pessoa e não, ponderando o que é realmente o melhor para você. Esta força astral sofre variações como já foi dito e devido a somatização dos problemas nos três campos e devido ao enfraquecimento de nossas forças astrais podemos ficar mesmo doentes fisicamente. Os distúrbios emocionais, sentimentos de raiva, frustração, ódios, rancores, pessimismo, mental confuso trás enfraquecimento físico comprovado.
Que você vai conhecer e prevenir, porque a partir do momento que você conhece estas forças astrais negativas, não tem porque entrar em contato com elas. É natural que tenhamos medo em algumas situações, e em virtude disto nossa timidez aflore, portanto isto deve ser exceção e não regra.
Não podemos viver com medo, viver com timidez e perder as oportunidades que a vida nos dá. E nem deixar que por falta de coragem, mesmo percebendo as oportunidades, deixa-las escapar. Lembre-se que sempre que conseguimos transpor os obstáculos, a sensação de leveza e força, serão agradáveis e tem que ser perpetuadas ao lembrar-nos da nossa vitória.
Esta sensação de vitória de conseguir ultrapassar os obstáculos deve ser cultivada e guardada com muita atenção, como uma reserva de força que você tem. E ao surgir algo que lhe amedronte ou lhe deixe tímido, recorra a esta reserva estratégica, que além de lhe ser muito útil, lhe fará ver, que nada de pior poderá lhe acontecer, o pior que pode acontecer é você deixar de realizar alguma coisa que deseja por medo ou timidez, vamos lá, a chave do cofre esta em suas mãos, agora é só abrir e ser feliz!
O princípio que é o segredo de todas as curas, é a compreensão da natureza do erro. O erro nunca é uma pessoa, uma condição ou uma coisa. Portanto, nunca leve até o seu pensamento, e nem queira tratar em pensamento, uma pessoa, condição ou coisa. Na verdade, o erro sempre aparece como uma pessoa ou condição, e é isso que confunde os trabalhadores espirituais do mundo.
Com cada aparência de erro se instala no indivíduo uma rebelião, uma resistência ou uma batalha contra alguma pessoa, lugar, circunstância ou condição, e, assim, a luta está perdida. Ninguém na terra, nem grupo algum de pessoas é seu inimigo; nenhum pecado ou doença é seu opositor ou antagonista. Quanto mais você lutar contra uma pessoa, uma doença, um pecado ou uma condição, tanto mais você estará enredado naquilo que chamamos de "este mundo".
Pessoas, coisas ou condições nunca são a fonte de nossas discórdias. Sejamos muito claros neste importante ponto. Há uma força universal, uma crença universal e um hipnotismo universal, que é a fonte de todas as discórdias que se manifestam em nossas experiências. Toda limitação, todo pecado, toda tentação e toda doença que chegam até nós, são nada mais que o efeito de uma força ou poder universal, a qual, lembre-se que, por si só não tem poder; somente tem poder pela aceitação da mente humana a ela. Se o erro fosse poder, não poderíamos dissipá-lo. No entanto, ele não é poder, exceto para o sentido do mundo. A crença universal é o único poder que temos que considerar ao depararmos com o pecado, a doença, a morte, a carência ou a limitação, mas esta não é poder. A matéria prima de todas as discórdias de nossa experiência humana é um hipnotismo universal, uma crença universal. É a matéria prima ou substância de todo sentido de limitação que possa vir a sua experiência, seja limitação nas finanças, na saúde, na família, nos negócios, nas relações sociais ou qualquer outra aparência de discórdia.
A causa de toda desarmonia, portanto, é um hipnotismo universal, a crença universal num universo separado de Deus. Sempre que for chamado para ajudar na solução de um problema, verifique que quase sempre haverá uma pessoa envolvida nele, mas, já que Deus é o único princípio criativo, o filho de Deus não pode se envolver com problema algum; o problema será apenas a crença de uma existência sem Deus.

Um comentário:

mago disse...

Olá,
Incrível como você tratou de um tema tão presente em nossas vidas, com transparência e leveza, questões como: troca de energia e a ligação com o universo. Todos sabem, sentem, mais ignoram.
Parabéns por este texto!