segunda-feira, 10 de maio de 2010

Kalin sim e dai?

              Há tempos penso em escrever sobre minha raça diferentemente do que normalmente faço. Por isso o titulo – Kalin sim e dai? Isso pode parecer provocação, mas é somente afirmativa.
           Venho pensando nisso nos termos do que é ser KALON. Kalon, Kalonzie, Kallin, são tantas formas de dizer. Mas o que quer dizer? Das vertentes da origem do nome, desde hipóteses que viria do Grego Kaloc, que significa andarilho, até no que rezam as lendas, de ter vindo do portugues arcaico – Calão. Palavra presente em todas as leis que Portugal fez contra nossa etnia. E que significa – Coisa que nao Presta. Isso nos designa o que é ser um cigano Kalon.
             Vivo no Rio de Janeiro – Capital. Onde ha uma onda de Amor e Comercio em torno de nossa raca. Fora os de Kumpania, que sabemos quem sao. Tem uma vertente, um grupo de pessoas que se apoiam no nome para trabalhar na Ramasorde, em beneficio proprio. Tudo bem. Não é proibido, nem da cadeia. O que penso no meu íntimo é que nao se pode designar algo que não se conhece. Sou kalon sim e dai?
          Tambem faço ramasorde, inclusive fui preparada para isso. Meu Roti Diena é público. Foi no dia 20 marco, 2010. Mas a distancia que se faz e que não PROSTITUO, uma cultura que é minha por direito e sangue. Agora esta combinação de pessoas que saem pelo mundo com seus cancioneiros pessoais dizendo ”Minha avó era Cigana............”, “Meu pai teve de comer meio vidro de pimenta, para ser aceito”, ou ainda “eles fugiram para ca e ela foi banida”, da medo!
            E porque que toda esta gente dos "quinhentos dinheiros”, não se arvoram Kalderasht, rudari, louvari, boyasha? Não, não, são tudo “Kalon”!
         Estes ultimos tempos tenho tido muitas surpresas com estes “Kalons”, que aqui posso dizer que so se excluiu os Latatcho, que relamente nasceram prontos e que não necessitam de iniciática. E tambem porque ninguem tem a cara de pau de dizer que é Latatcho sem ser. Mas infelizmente, no restante vem até nós, notícias de “Sacramentos pra lá”, “Mostra de Ciganos de Verdade pra ca”................ Enfim...... Olhe Kalonzies, a hora esta passando. Hora de separar o Joio do Trigo. Chega de “Kalon” que se diz, mas nao consegue dar um bom dia em romanês, e que principalmente deve ter comprado a dita “Alma Cigana” na Rua Vinte e Cinco de Marco.
            Porque quem ama, não mente, não inventa, não DENIGRE, principalmente o que não é seu por direito. Graças a Deus, muitas pessoas que estao trabalhando nesta ramasorde, são Lídimos e até tem suas raízes longínquoas, mas não arvoram isso em palavras, mas sim com suas ações ilibadas.
          Meu povo é hora de saber ser Kalon, é hora de saber quem é kalon ou nao. Chega de má fama, de deitar na cama, por ações de pessoas que enlameiam nossos caminhos.
            O papel do Jutsy, tão preparado por Kalons Ratis, ficou esquecido. Porque estas que se dizem, a maioria nem sabe o quer dizer. Isso é muito grave nas questões espirituais, porque todo mundo tem “um cigano ou cigana na aura”, mas só aparecem na forma de banidos ou sem clãs, sem grau na hierarquia tão bem organizada das kumpanias.
            Sempre são Barôs e Bábas. Caramba! Eu penso em mim, poxa eu ralei muito para chegar até aqui! Para chegar a um grau dentro de meu povo. Meu povo! Esta na hora de assumir o que realmente é. Se tem raiz, mesmo que longínquoa, HONRE! Tenha POSTURA!
          Um Kalon, não engana, não vende, não mente, não aceita as barbaridades no trabalho espiritual, se quer ser aceito e respeitado, FAÇA POR ONDE!
             Chega de ver Kalin de terninho preto, ou de mini saia, chega de quando ve um cigano na rua, correr para o outro lado da calçada. Se voce diz ou é Kalon, HONRE! E se porte como cigano na sua vida de ramarsordé, de magia, dos oraculos, das artes, faça tudo com responsabilidade!
         Não mistifique, cigano que só e cigano para ganhar dinheiro e em dia de festa no clube, não raro enganando as pessoas, tem que ser alçado a posição de banido. Ou se conscientize do que e pertencer a uma raça. Chega! Chega de tanta Kalonzie de barriga de fora, dançando, rodando a saia que dá pra ver a calcinha, dançando de lenço e flor ao mesmo tempo! Chega de Kalin que anda de shortinho de thuthuca, chega de homem se arvorando Barô aos 20 anos!
                Ser KALON, é ser verdadeiro. O KALON abraça, recebe, considera, acolhe os verdadeiros amantes da cultura, os que tem alma cigana, sim!!!! Mas que honre sua entrada neste clã. Se usa o nome, seja como. Ser Kalon, é luz, Alegria, Magia, Festa, riso e Amor. Ser Kalon e compartilhar, ser cigano, ser bailaor, ser mago.
             Conscientize-se, ser cigano e uma emoção ímpar. Que se respeite os passos de ser Kalonzie. Saiba deitar na terra, sinta a brisa dos ventos, se aqueca no calor do fogo, se banhe nas aguas sagradas. Compartilhe deste universo, seja realmente um fruto de raças que se amaram, continuando dentro das tradições como no príncipio, amando de verdade o que é ser Cigano, o que é ser Kalon!

Para Bába Gisa – Kumpania Kalon de Pirassununga / São Paulo
Para Shuvanni Hanna – Kumpania Kalon de Limeira / São Paulo
Para Kalinata Manoela Cidron – Kumpania Kalon de Bom Jesus de Itabapoana / Rio de Janeiro
Para Sonia Boechat Salema, amada Murry Tchey da Kumpania Astral!
Para Val Almeida, amada romie de todos os clãs.

9 comentários:

La Negra disse...

Meu tesouro,

eu sou uma pessoa muito feliz, sabia? Por tudo o que faz parte da minha vida, e de uma forma especial porque, pela graça da Virgem Sara, fui acolhida no seio do seu (nosso) povo cigano, pelo descortinar da espiritualidade, pelo entendimento e descoberta da cultura; provavelmente por isso, tudo o que maltrata e prostitui essa cultura que amo tanto me revolta como se o sangue cigano corresse em minhas veias. Por tudo isso e muito mais, faço minhas as suas palavras.

Ramona Torres disse...

Voce e um tesouro para nos!!!!! Nosso povo agradece sua presenca e seu amor!
bjks
Ramona

Taíse Gonçalves disse...

Me perguntei diversas vezes o pq meu Pai te colocou em nosso caminho...a resposta veio rápida pelo texto q escreveu.
Como pode alguém ter a honra de ser cigano rotí e não lutar por vocês? Deixar que pessoas manipulem sua cultura por egoísmo?
Mona, tu sabes o meu amor por teu povo, não só o meu como de mta gente...o presente q seria "ser cigana" com uma varinha de condão!
Cigano é raça, é força, é lealdade a si e a cultura de vcs! Se nsce cigano...nã se torna cigano... Um brasileir pode sim morar na Itália e ser considerado italiano, mas sempre será brasileiro. Entã, aproveite essa nacionalidade emprestada e a ajude a ser condecorada como realmente é, não por dinheiro, vaidade e até mesmo fuga dos próprios defeitos. Ser cigano não é só dançar, ter rioupas coloridas ou um lindo pandeiro. E é com vc, minha Bibi, que aprendo cada vez mais sobre vossa cultura e tenho a honra de tê-los sempre comigo.
Agradeço mto a Deus, Sta Sara , Wladimir e a seu Ramiro por ter permitido q nossos caminhos ficassem paralelos e foste a pessoa escolhida para m acompanhar! Obrigada por existir, Shuvanni (orgulho de dizer isso!..rs)

Ju Andrade disse...

Olá Ramona, boa tarde!
Você poderia me dar seu e-mail???

Ramona Torres disse...

JU MEU EMAIL, ramonatorres@ig.com.br
bjs
Ramona

La Negra disse...

Não me canso de me orgulhar desse texto. Em meio ao lamaçal que se vê por aí, é um alento ler suas palavras e sobretudo um privilégio desfrutar de sua presença! E agradeço de montão a menção no texto! Mil beijos!

Ailton Mattos disse...

Parabens Ramona

A tanto preconceito com o povo cigano, é hora de lutar por essa cultura sabendo que ninguem vira cigano, se nasce cigano. Aqui em Recife muitos estão a margem da sociedade e até abaixo da linha da pobresa. A união dos verdadeiros Kolons devia ser prioridade, o direito a escola, a documentos e pricipalmente ao respeito pela sociedade.
Ailton Mattos
ailton-mattos@hotmail.com

Ramona Torres disse...

Ailton, Respondido por e-mail, bjs, Ramona.

Ramon Medeiros disse...

Ramona, meu nome é Ramon, não sei dizer-te o que senti, só sei que fiquei muito emocionado com suas palavras e isso me levou a um lugar que nem tenho idéia de onde seja, só sei que também é meu. Um forte abraço e parabéns por suas palavras e mais ainda por seu exemplo.
Muito obrigado.

rammonzinho@hotmail.com