quarta-feira, 12 de novembro de 2008

O Povo Cigano e os Elementais

Todos nós gostaríamos de saber nos utilizar dos elementos oferecidos pela natureza, em nosso mundo mágico, e principalmente quando se trata de predições. A maioria de nós, amantes do porvir, desde cedo em nossa existência, tomamos contato com os quatro elementos, embora nem sempre estejamos muito antenados para pensar seriamente neles.
O Povo Cigano, por ter em sua origem, a tradição do nomadismo, aprendeu nas estradas que passou, muito do que lhes servia para sua própria sobrevivência. Os Ciganos aprendem com seus antepassados desde cedo, a interagir com estas forças que estão presentes num estagio bem maior que o etéreo, que o físico mesmo. Poucas vezes pensamos na quantidade de ar que “guardamos” em nossos pulmões, em nosso corpo e que sem ele não é possível viver. Poucas vezes pensamos no “tanto” de água que compõe o nosso corpo, e de como precisamos dela para viver. Poucas vezes pensamos em quando utilizamos a expressão “chão”, dizendo “nosso chão”, “fiquei sem chão”, “me faltou a chão”, simbolizando de forma muito forte o quanto precisamos da terra, mais precisamente, da força da terra para viver. Poucas vezes pensamos em quando estamos apaixonados, seja por uma musica, um trabalho, um projeto ou uma pessoa, poucas vezes pensamos no fogo que nos aquece o coração, de como precisamos da força do fogo para viver.
Ao pensar nestas situações, (re)descobrimos, que mesmo o homem se sentindo um conquistador, um senhor de sua vida, sabe que estas forças poderosas estão acima de nós. Mas que podem interagir conosco, por este motivo os ciganos em seus misteriosos rituais de predição, tem ações tão sólidas e estranhas, que interagem com os elementos ampliando os poderes na comunhão com as forças astrais para poder auxiliar os seus semelhantes. O que passo para o papel agora são ensinamentos fortes e complexos, descrevo este segredo de minha cultura, visando que não fique restrito a poucas mãos.
Para que o homem nesta época de transformação do Cosmos, seja inteligente utilizando, mas acima de tudo preservando a natureza que Deus criou, e que detém uma magia poderosa. A energia oriunda dos elementos é tão forte que já deixou varias marcas na historia da humanidade com suas revoltas naturais.
Por este motivo, o Povo Cigano sempre se valeu destes elementos como amigos, utilizando a Sabedoria dos Ventos, a Paciência dos Riachos, a Fortaleza dos Campos e a Luz das Fogueiras para viver, predizer, orientar, acalmar e se harmonizar, sem medir forças com o mundo, mas sim “Viver Bem”, dentro dele.

Um comentário:

cezarina disse...

Querida cigana!Paz e Luz!
Lindíssima página!já estou eu aqui de novo lendo e aprendendo com o que tu escreves...Ramona,os ciganos são tão sábios,não é? lêem na Natureza como em um grande livro...Os gadjôs às vezes são tão cegos diante da Vida!...
Te mandei um e-mail a uns dias atrás...Lês-te?
Que sempre sejas assim:uma clara fonte onde possamos matar a sede de conhecimentos...Uma luz na estrada,uma estrela na noite escura..Naístuquê!Bjos.