terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Cigana Poliana

Esta Cigana protege os casais, para que não se desentendam e haja a harmonia, a prosperidade, através da força do trabalho, a honradez das pessoas, a fertilidade das mulheres, em tudo para que elas possam ter como criar tudo que quiserem (fertilidade de idéias) e a saúde de crianças recém nascidas.
Ela é de origem Portuguesa, porém passou muito tempo na Hungria, além de ter viajado por quase todo o mundo. Em vida era muito amiga da Cigana Carmem, e com ela fazia (e faz) muitos feitiços e magias de amor nos alimentos. As duas juntas alimentaram muitas pessoas na Europa entre ciganos e não ciganos. Morreu nova, era casada (toda cigana casada usa lenço, é a nossa aliança), e prefere médiuns discretos, pois ela precisa de tempo para poder confiar nas pessoas. Além de sua preocupação em matar a fome dos semelhantes.
Na Hungria aprendeu a dançar, e quando balança o seu pandeiro, trás para a terra força hipnótica e dissolve as energias negativas através do barulho das lâminas. Por isto seu fundamento é sempre através dos sons e quando utiliza seus baralhos, o jogo de cartas acompanha também uma pulseira de guizos (c/ 13 guizos dourados) que ela joga aos pés do consulente e também sacode em volta dele, para tirar a energia negativa. Utiliza também água que tem que ser mineral, as vezes deixa cair desde a cabeça do consulente, e outras vezes joga só em volta. Com maçãs e frutas secas e cristalizadas, faz feitiços para harmonia (ela detesta brigas, e quando manda a pessoa comer alguma coisa que esteja sendo trabalhada por ela, pode ter certeza que a paz voltará), prosperidade (protege e trás trabalho, principalmente através da venda de alimentos) e saúde (para o corpo físico e astral).

Ela se apresenta simpática, um pouco tímida, quando confia no lugar onde esta, conversa e ri, mas a princípio, fica analisando tudo primeiro. Aceita fitas coloridas de presente, para que ela possa pendurar em seu pandeiro, frutas e potes ou jarros de vidro. Quando ela esta entre nós, mesmo que esteja silencio, parece se ouvir uns barulhinhos de guizos ao longe, e algumas pessoas sentem um gosto doce na boca.
Sua magia se dá quando ela balança o pandeiro ou divide seu licor (de rosas c/ maçã, que é a sua bebida predileta), quando balança seus guizos suavemente, significa que esta tirando tudo de mal que esta no ambiente. Os efeitos físicos no médium são muito presentes embora sutis, a face ganha expressão suave e misteriosa, ela não fala muito, mas quando fala, nota-se alterações de voz, ora muito femininas, ora muito fortes.
Ela trabalha com os guizos, com potes de vidro de todo tamanho, e com o pandeiro. O pandeiro geralmente esta na mão direita, ela o balança de várias formas dependo do problema a ser resolvido. Os potes são para fazer magias para amor, saúde e vida espiritual. Quando ela balança os guizos em torno do consulente significa que ele esta sendo perseguido espiritualmente ou prometeu alguma coisa e não cumpriu. E também quando a pessoa não esta com a postura que deve (fazendo coisas erradas).
Obs: É uma das poucas ciganas que sabem fazer magias para o mal se preciso for, por isso tem sempre um vidro de pimenta com ela. Na maioria dos casos ela nunca mexe nele, pois se um dia resolver abrir, o terremoto acontecerá, pode ter certeza.
Sensações comuns na incorporação de Poliana: Sensação de dor nas cadeiras, ter uma força adormecida, aumento de peso, sensibilidade aguçada, e vontade de dar comida às pessoas, conflito de sensações e impressão de forças nas mãos.

Nenhum comentário: